Archives: maio 2015

30 dicas para ensinar com as redes sociais

Olá, gente…jovens e fones

Para os professores que tenham interesse em utilizar as tecnologias e, em especial, as redes sociais visando motivar seus alunos, o Portal Porvir publicou uma coletânia de dicas para isso.

Considerando que, o uso das redes sociais virou rotina na vida dos brasileiros, aproveitar essa tendência como recurso pedagógico pode se converter em grande auxílio ao trabalho docente, desenvolver o conteúdo e melhorar a qualidade da aprendizagem.

Segundo o Porvir, as sugestões foram retiradas a partir de referências encontradas em diferentes publicações, guias e sites especializados em educação e tecnologia. As dicas apresentam estratégias para o uso do Facebook, Twitter, Google+, Instagram, YouTube e o Edmodo.

Confira:

Facebook

  1. Crie grupos com sua turma para postar informações, avisos e dicas.
  2. Compartilhe conteúdo multimídia relacionado aos temas trabalhados em sala de aula.
  3. Use a rede social como canal de jornalismo estudantil. Crie uma página para que seus alunos postem novidades sobre projetos e eventos da escola.
  4. Faça o seu próprio quiz para que os alunos possam interagir com os conteúdos das aulas. O Facebook tem algumas ferramentas que facilitam essa tarefa, como o aplicativo Quiz Maker.
  5. Estimule os alunos a postarem resenhas de livros e resumos de estudos no grupo da classe. Isso pode ajudar no desenvolvimento de projetos de revisão por pares.

Fontes: Edudemic e Online College

Twitter

  1. Use o Twitter como ferramenta para criar histórias coletivas com os alunos. Escreva o começo de uma narrativa e fale para eles tuitarem a continuação.
  2. Publique desafios diários para os alunos. Professores de disciplinas como matemática, química e física também podem incentivar alunos a resolver problemas e a compartilhar o resultado na rede social.
  3. Faça tuítes diários com informações sobre diferentes carreiras. Isso pode ajudar seus alunos a conhecer diferentes profissões e conseguir identificar seus interesses.
  4. Crie uma hashtag original (ex: #auladoprofze) e incentive os alunos tuitarem suas anotações durante a aula.
  5. Apresente estratégias de pesquisa para que os alunos possam encontrar conteúdos relevantes com o uso de hashtags.

Fontes: Edudemic e TeachHUB

Google+

  1. Crie comunidades para compartilhar conteúdos com os seus alunos.
  2. Faça conferências com a sua turma utilizando o Hangout. A ferramenta permite realizar transmissões ao vivo para um número ilimitado de pessoas e também gravá-las para assistir mais tarde.
  3. Convide diferentes profissionais, como autores e pesquisadores, para participar de videoconferências com os seus alunos.
  4. Compartilhe arquivos e atualizações, integrando outras ferramentas como Google Drive ou Agenda.
  5. Separe os seus alunos em círculos de usuários (opção disponível na rede social) de acordo com a turma e os interesses de cada um.

Fontes: Google+ for Schools, TeachThought e Educational Technology

Instagram

  1. Poste uma foto como prévia para o assunto da próxima aula. É possível interagir com os alunos, pedindo para que eles façam uma pesquisa ou comentem o que já sabem sobre o tema.
  2. Crie uma conta para a sua sala e registre momentos como apresentações, desenvolvimento de projetos e excursões. Para manter a privacidade, deixe o conteúdo fechado para acesso restrito aos alunos.
  3. Destaque habilidades dos estudantes. Tire fotos de bons trabalhos e projetos realizados por eles.
  4. Ensine conceitos básicos de fotografia para os seus alunos, trabalhando iluminação, enquadramento, composição e linguagem. Incentive que eles registrem imagens do cotidiano escolar.
  5. Deixe os alunos explorarem seus interesses e diferentes identidades, compartilhando opiniões e comentários por meio de imagens.

Fontes: Universia, Pearson School Systems e Education World

YouTube

  1. Engaje os alunos com dicas de vídeos que são relevantes para eles e fomente a discussão de diferentes pontos de vista.
  2. Escolha vídeos curtos para apresentar em sala de aula. Isso garante que os alunos tenham um tempo para discutir com base no que foi mostrado.
  3. Faça uma conta Google para a escola e utilize o YouTubeEDU com os alunos. Esse ambiente possui conteúdos com foco educativo e permite que os professores e administradores da escola selecionem os vídeos que aparecem como visíveis para o seus alunos.
  4. Inverta a sua sala de aula. Mande vídeos para que os alunos assistam os conceitos básicos em casa. Aproveite o tempo em classe para promover a aplicação desses conceitos e incentivar trabalhos colaborativos.
  5. Crie listas de reprodução que contemplem temas relacionados às aulas, contextualização para assuntos do mundo real e visões divergentes para fortalecer o posicionamento e o senso crítico.

Fontes: Edudemic e Edutopia

Edmodo

  1. Faça postagens para incentivar que os alunos participem de diferentes discussões e compartilhem sua opinião sobre determinados temas.
  2. Utilize o construtor de questionários para avaliar o aprendizado dos alunos durante o desenvolvimento das atividades.
  3. Organize clubes de leitura para os alunos compartilharem os livros que estão lendo. Eles também podem postar indicações para os colegas.
  4. Conecte seus alunos com salas de aula de outros países para que eles possam trocar experiências e conhecer outras culturas.
  5. Crie um grupo com atualização sobre eventos que irão acontecer na escola.

Fontes: TeachThought e Support Edmodo

 

Você tem outras dicas ou sugestões? Encaminhe para compartilhar!
Postado por Michel Assali