Archives: novembro 2015

Freses proibidas a qualquer gestor

Olá, gente…Freses proibidas ao gestor

Há momentos em que o gestor precisa meditar sobre suas atitudes visando a auto-avaliação de seu trabalho e projetando ações futuras de intervenções ou o estabelecimento de novas metas.

Embora as frases abaixo, sejam muito conhecidas, não é difícil cair na armadilha da distração principalmente quando pressões pela entrega de trabalhos, serviços e expedientes aumentam.

Apenas com o intuito de contribuir, seguem abaixo algumas frases proibidas para um gestor de qualquer área institucional:

 “Precisava planejar?”

– Sem planejar, você não controla o processo. Sem controle você não avalia. Sem avaliação você não intervém. Sem intervenção não há correções e o problema continua. O planejamento deve ser sistemático quando estamos tratando de projetos dentro de qualquer instituição;

 “Faça do jeito que der depois a gente arruma.”

– Cuidado! O depois é sempre incerto e o perigo mora nos detalhes. Resolva o mais rápido que puder.

 “Nossa, o prazo do projeto venceu!”

–  Isso se denomina  gestão de tempo. Utilize agenda e cuidado com a procrastinação.

“Mas eu achei que tinha ficado claro!”

– invista na comunicação, sempre em busca do entendimento comum. Não pense que bastou um momento e as pessoas entenderam tudo. As pessoas são diferentes e cada uma tem seu modo de compreender uma situação, com velocidades bem diferentes. Então, ratifique usando mais formas de comunicação.

 “Nós acertamos verbalmente, por isso eu não documentei.”

– Registre, documente, anote. A memória do ser humano não é como de um computador. É volátil com o tempo.

 “Não fiz porque ninguém mandou.” –  70% das pessoas nas empresas e instituições faz somente o que lhes é mandado fazer; 20% nem isso fazem; 10% restantes fazem a diferença. Em que grupo você acha que você como gestor deve estar?

“Achei que não precisa  avisar!”

– A boa comunicação, mais uma vez, é fundamental. Há pessoas que precisam ser comunicadas para tudo. Cuide delas enquanto gestor.

“Deixa que eu faço tudo sozinho!”

– Essa atitude é centralizadora demais e demonstra desconfiança em relação ao outro. Trabalho de equipe é fundamental e movido pela confiança;

 ”Aqui sempre foi assim!”

– Perigo! Perigo! Atitudes assim matam a criatividade e a inovação. Pessoas, que querem fazer a diferença, não se conformam com a mesmice.

 

Que frases você poderia acrescentar?

Deixe seus comentários.

Postado por Michel Assali