Archives: fevereiro 2017

O que você diria para o seu eu mais novo?

Olá, gente…jovens

Eu li um artigo em que um entrevistador pedia ao CEO do Drobox, listar suas perguntas favoritas de entrevista de trabalho. Uma das perguntas era, “Se você fosse capaz de voltar ao tempo em 10 anos, que conselhos você daria ao seu eu mais jovem”.

 

Seria injusto esperar que um entrevistado seja capaz de responder isso na hora e de supetão. Não porque seja difícil. Eu também tentei responder isso na forma de itens e elaborei uma lista que começou com três itens e foi ficando cada vez maior.  Percebi nesse exercício, como eu gostaria de ter passado algumas dicas e ideias para o eu mais jovem.

 

Também, não sei se naquele momento, naquele espaço, naquelas condições normais de temperatura e pressão meu eu mais jovem acharia interessante para me ouvir. E talvez, nem seguiria os conselhos que pudesse sugerir.

 

Porém, a experiência de pensar sobre isso é muito interessante, considerando as possibilidades de reflexão a respeito das nossas relações no trabalho e em muitos aspectos da vida social.

 

Pelo menos o exercício mental vale a pena, mesmo que seja para aperfeiçoar seu desenvolvimento pessoal.

 

Selecionei alguns itens que faço questão de compartilhar. Você pode dar continuidade à lista.

 

– O tempo é um dos seus recursos mais valiosos. Você usa o tempo para ganhar dinheiro, mas o tempo dirá quando você precisará começar a usar o dinheiro para comprar o tempo para fazer as coisas que você quer.

 

– Os adultos mais velhos podem levar opiniões que são racistas por natureza, carregam um tom de fanatismo ou elementos misóginos. Eles cresceram em diferentes épocas com diferentes narrativas sociais. Se as coisas que dizem deixam você pouco confortável, isso só significa que os tempos mudaram o que significa ser o melhor para você.

 

– A famosa frase “A vida é muito curta” é ridícula. Você ainda terá muito tempo para fazer um monte de coisas, mas apenas se você planejar com antecedência e adequadamente.

 

– Ser capaz de planejar é rotina da idade adulta. Algumas pessoas que são adultos (mas apenas fisicamente) não conseguem planejar além do que para o café-da-manhã. Pratique o planejamento de coisas o mais rápido possível, principalmente sua vida financeira.

 

– Se você não é bom com suas finanças, você tem que começar. Quanto antes melhor. Leia livros, blogs, revistas ou jornais e assista palestras a respeito do assunto. Ninguém pode lidar melhor com o seu dinheiro do que você mesmo.

 

– Você será eventualmente responsável por algo: seus filhos, seus pais, pagando sua casa ou apê, carro, serviços, etc. e ainda poderá administrar uma instituição, empresa, lutando por um sonho ou sonhos de seus filhos, etc.  Não tenha medo e não se preocupe, as coisas vão mudar no devido tempo.

 

– A diferença entre um adulto e uma criança, é ser responsável por suas ações. Como adulto você precisa limpar o seu próprio cocô e possivelmente, o cocô de outras pessoas.

 

– Cuidado em depositar todas as fichas no que chamam de talento. Se você não adicionar trabalho duro, coragem e paciência na mistura, seu talento será totalmente inútil. Sorte é a coisa que realmente dá alguém uma grande chance para o sucesso. Se você chegou a ler isso aqui, já pode considerar-se sortudo.

 

– Pratique a moderação em tudo o que faz, seja na sua comida, na bebida, nas xícaras de café que você toma um dia, e até no regime e dietas que insiste em fazer.

 

– Não tenha medo de ter uma opinião, mesmo que você esteja em minoria. Só porque alguém usa terno e gravata, tem mestrado ou doutorado, não significa que ele ou ela esteja certo. Somente porque alguém é mais velho não significa que sempre tenha bons conselhos.

 

– Não desrespeite o tempo das outras pessoas chegando atrasado a encontros, reuniões, apresentações, etc. Se você for o chefe, dê exemplos.

 

– Frequentemente os mais velhos usam noções estranhas que passam como justificativas para fazer coisas do mesmo jeito e nunca inovar. É o tal do “Sempre foi feito assim”, ou “Já tentamos isso e não funcionou”. Não caia nessa armadilha. Só porque eles são mais velhos, não significa que eles já dominam tudo.

 

– Não importa a profissão, alguns adultos não têm ideia do que estão fazendo. Então, se você está nesta categoria, saiba que você está em boa companhia.

 

– O lado inábil da vida dita que as pessoas que você somente deve pensar no amor e que o ódio é um grande pecado. Logicamente, estar em um estado de ódio é terrível o que ninguém deseja a ninguém. Porém, o ódio é também um estado que leva à motivação. Reflita se não é verdade!

 

– Pare de oferecer para fazer todas as tarefas a você demandadas somente para provar sua lealdade e confiabilidade. Aprenda a dizer NÃO, sem ofender.

 

– Algumas pessoas precisam de um pequeno empurrão para produzir. Outras precisam de colo de mãe para um simples trabalho. Há ainda alguns que somente produzem mediante bronca As pessoas são diferentes e cada um responde ao seu próprio sentido de motivação.

 

– Você não tem que resolver os problemas das outras pessoas. Algumas pessoas são “felizes” com seus problemas e adoram a vitimização. Eles podem não precisar da ajuda que você acha que eles precisam. Em todos os casos, pergunte antes de oferecer ajuda.

 

– Aprenda sobre todas as religiões para entender como e por que certos seguidores pensam e se comportam da maneira que fazem.

 

– Errar é humano. Não há problema em cometer erros, desde que você seja humilde em reconhecer, compensar os danos e aprender com ele. Aprenda a perdoar-se.

 

– Leia bons livros, assista bons filmes, reportagens e documentários. Participe de congressos, seminários, cursos, etc. Procure sempre aprender algo novo e fascinante todos os dias. Gradativamente, vá recheando seu baú de competências. A colheita virá a seu tempo.

 

– Sempre que puder, faça uma viagem. Curta, longa, não importa. Viaje mais,

 

– As histórias de romance nos dão uma única definição de felicidade. A verdade é que não será o bastante encontrar a somente a sua felicidade. Precisamos encontrá-la também em outros aspectos da vida. A vida é uma grande aventura construída gradativamente, sendo a felicidade percebida e sentida em momentos por vezes muito simples, e que dificilmente rimará com “…e eles viveram felizes para sempre.”

 

Bom, gente, por enquanto minha lista termina aqui. Mas, com sua contribuição poderemos aumentar isso.

 

E você? O que você diria para seu eu mais jovem?

 

Encaminhe suas sugestões e comentários.

 

Postado por Michel Assali