Encontros com humanos

Olá, gente…meeting

Quando duas ou mais pessoas encontram-se para discutir algo de interesse particular, profissional ou comunitário, estão realizando o que se chama de REUNIÃO. E o ser humano é o único a organizar reuniões.

Porém, à medida que a civilização evoluiu, os encontros entre humanos adquiriram formatos interessantes, culminando numa diversidade de encontros de acordo com os objetivos do grupo.

Dos vários tipos de reunião, alguns são apenas para informar, outras para decidir ou, formalizar tarefas, trocar informações, transmitir novas tecnologias, etc. Em verdade, cada reunião tem um propósito que consiste em aumentar as perspectivas de alcançar objetivos.

Todavia, dependendo das atividades dos participantes e do propósito, a reunião passa a ter várias denominações, com diversos formatos de estrutura.

Vejamos os tipos mais conhecidos desses encontros com humanos:

1- CONGRESSOS: Podem ser definidos como reuniões promovidas por entidades associativas, visando a debater assuntos que interessam a um determinado ramo profissional. Temos os Congressos Técnicos, que reúnem periodicamente uma determinada especialidade, por exemplo, médicos (e na maioria dos casos, cada especialidade médica realiza se Congresso em separado, porém, promovido pela entidade específica). Os Congressos são de âmbito municipal, regional, estadual, nacional ou internacional.

2-CONVENÇÕES: O termo define, de modo geral, atividades de determinados grupos, promovidas isoladamente por organizações empresariais. As Convenções reúnem indivíduos de uma determinada empresa ou setor, podendo ser realizadas por setores distintos ou congregar todos os seus integrantes. Existem, por exemplo, Convenções de vendas, congraçamento, comemorativas, etc.

3- SEMINÁRIO / WORKSHOP: Consiste em uma exposição verbal para pessoas colocadas num mesmo plano possuindo algum conhecimento prévio do assunto a ser debatido. Um Seminário divide-se em três fases: a exposição, quando alguém previamente escalado realiza uma pesquisa e leva sua contribuição ao grupo; a discussão, quando o assunto em pauta é debatido em todos os aspectos; e a conclusão, quando o coordenador, polarizando as opiniões dominantes, propõe à aprovação do grupo as recomendações finais da reunião.

4- MESA-REDONDA: É a reunião do tipo clássico, preparada e conduzida por um coordenador, que pode ser dominado presidente e funciona como elemento moderador, orientando a discussão com o intuito de não desviá-la do tema principal. Os participantes apresentam seus pontos de vista em torno do assunto em pauta, sendo-lhes destinado um tempo limite para suas exposições. Após as várias explanações, os participantes são levados a debater entre si os pontos de suas teses, podendo haver a participação dos assistentes na forma de perguntas (por escrito ou oralmente).

5- SIMPÓSIO: É um tipo de reunião derivado da Mesa-Redonda. Uma de suas características é a participação de especialistas de grande renome. A diferença fundamental entre o Simpósio e a Mesa-Redonda é que, no Simpósio, os expositores não debatem entre si os temas apresentados; os debates, perguntas e respostas são efetuadas diretamente com o público assistente, que participa ativamente dos trabalhos.

6- PAINEL: É outro tipo de reunião derivado da Mesa-Redonda. A diferença entre as duas modalidades é que, no Painel, os expositores discutem entre si o assunto em pauta, cabendo ao público somente assistir ao debate, sem direito a formular perguntas à mesa.

7- FÓRUM: É um tipo menos técnico de reunião, cujo objetivo é conseguir efetiva participação de um público numeroso, que deve ser motivado. Está se tornando popular devido à necessidade crescente de sensibilizar a opinião pública para certos problemas sociais, educacionais, etc.

8- CONFERÊNCIA: É o tipo de reunião mais conhecido, apresentando sempre duas etapas. Na fase inicial, o expositor (denominado conferencista quando o auditório é desconhecido e a palestra não pertence a uma seriação) é colocado num plano de destaque e durante tempo limitado fala sobre o assunto previamente escolhido, de seu amplo conhecimento. Ao final, responde a perguntas formuladas pelo auditório.

9- CICLO DE PALESTRAS: É um tipo de reunião derivado da Conferência. A diferença é que pode estar vinculado a uma série de palestras pronunciadas por professores e especialistas no assunto a ser abordado. Em geral, a assistência é homogênea e previamente selecionada, estando capacitada a participar de uma sequência de reuniões que objetiva atingir um fim pré-determinado.

10- JORNADA / CONCENTRAÇÃO: São reuniões de determinados grupos de profissionais, realizadas periodicamente com o objetivo de discutir um ou mais assuntos que, em geral, não são objeto de discussão em Congressos. São Congressos em miniatura, que reúnem grupos de uma determinada região em épocas propositadamente diferentes das reservadas aos Congressos.

11- ASSEMBLEIA: Reunião da qual participam delegações representativas de grupos, Estados, países, etc. Sua característica principal é colocar em debate assuntos de grande interesse de grupos, classes ou determinadas regiões. O desenvolvimento dos trabalhos tem como peculiaridades a colocação das delegações em lugares pré-estabelecidos. As conclusões são submetidas à votação, transformando-se em recomendação da Assembleia. Apenas as delegações oficiais têm direito a voto, o que não impede de serem aceitas inscrições de observadores interessados na matéria, mas que funcionem unicamente como ouvintes.

12- PLENÁRIA: É como uma Assembleia, porém, reunida para tratar de um único assunto.

13- FEIRA: Origem da palavra: do latim “feria”, ou seja, lugar público onde se expõem e vendem mercadorias (Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa). Definida, ainda, como “dia de festa” (Enciclopédia Larousse Cultural).

Com o advento das tecnologias da informação e comunicação (TICs), diverso tipo de reuniões vem sendo realizadas na modalidade online, o que favorece, rapidez e economia de recursos e deslocamentos, como as teleconferências, fóruns, chats, webinários, etc.

Mas isso será um tema para uma próxima postagem.

Gostou do assunto? Tem mais a contribuir?

Encaminhe suas sugestões e comentários.

Postado por Michel Assali

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *