Atitudes do professor em desafiar a si mesmo

Olá, gente…Giz

Desafiar a si mesmo é uma atitude que extrapola os atletas olímpicos. Todos os mortais e não somente os “deuses do Olimpo”, precisam pensar e repensar em desafios e projetos para a vida profissional e social.

A velocidade e dinamismo da sociedade impactam a escola e, mais do que nunca, impõe ao professor novos desafios e a necessidade de reinventar-se como educador em busca de novas competências profissionais para a educação do século 21.

Já tratamos dessas questões em diversas postagens anteriores, bastando que você acesse esses post no blog.

Pensando ou pouco mais sobre o trabalho docente, sugerimos abaixo uma lista de atitudes que o professor busque em desafiar a si mesmo. Cada item pode ser discutido e desenvolvido pelo leitor de acordo com seus interesses, possibilitando assim temas para pesquisas e artigos sobre a formação docente. Lembre-se que a repetição de nossas atitudes formam nossos hábitos. E nossos hábitos formam nossa vida.

A ordem da lista abaixo é aleatória. Cabe a você estabelecer a importância e a prioridade dos itens.

 

Atitudes do professor em desafiar a si mesmo:

– Certifique-se de cada unidade tenha um tema significativo em pelo menos uma das aulas da semana.

– Constantemente leia artigos que envolvam temas sobre o trabalho e papel do professor na sala de aula.

– Descrever a abordagem sobre aprendizagem que você mais utiliza em sala de aula e discuta com algum colega nas reuniões pedagógicas.

– Quando em contato com alguns dos pais verifique se este têm alguma  ideia de como você desenvolve a aprendizagem da sua turma.

– Valorize as perguntas e também as respostas de seus alunos e caso seja necessário e motivador, pontue essas ações.

– Conheça modelos de aprendizagem com o uso das TICs, tais como o Ensino Híbrido.

– Livre-se da mesa do professor por completo.

– Participe por sua própria conta em cursos, seminários, etc. com colegas de trabalho.

– Leia um conteúdo ou artigos sobre educação que tratam de temas opostos ao que você acredita.

– Sorria para cada estudante, todos os dias.

– Prepare a aula todos os dias. Quanto mais preparo, menos estresse na sala.

– Fique em casa quando estiver doente.

– Crie junto com seus alunos novos modelos de instrumentos de avaliação.

– Admita quando você estiver errado.

– Mostre-se honesto e coerente nas reuniões de equipe.

– Execute completamente cada unidade do livro ou material didático adotado.

– Coloque altas expectativas em relação aos seus alunos.

– Compartilhe textos, vídeos e sugestões didáticas sobre ensino e aprendizagem.

– Pense em aulas completamente diferentes do seu habitual, começando como se fosse recém formado.

– Comece a aprender uma nova língua.

 

Se você achou a lista interessante, compartilhe!

Caso tenha algo a acrescentar encaminhe nos comentários do blog.

Postado por Michel Assali

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *