Volta às aulas!

Olá, gente…Escola 2017

Estamos prestes a iniciar mais um ano letivo e como sempre, na esperança de que seja uma etapa de sucesso tanto para o aluno quanto para o professor. É o grande momento da chegada dos docentes, (incluindo aí, os recém empossados, nomeados ou contratados) e dos alunos dos diversos níveis e modalidades de ensino.

Volta às aulas. Que alegria!

São tantas as notícias de reformas relacionadas às novas relações de trabalho que fica até difícil de prever os impactos reais que se farão surtir no cotidiano, notadamente no ambiente educacional.

Mais ainda, as reformas previstas para a educação afetando espaços e tempos de ensino, (sempre de cima para baixo),  como a grande panaceia de mudanças, dificultam quaisquer prognósticos mesmo para o mais otimista dos cidadãos.

E como sempre as reformas surgem para mudanças no ensino e raramente para a escola, local onde o fenômeno educacional se faz real e muito vivo, onde professores e alunos de “verdade” se organizam para relacionamentos reais.

Isso vale dizer que é na instituição escolar que acontecerão ou não os efeitos das reformas. É aí que saberemos se uma lei “pega” ou não, mesmo assim após médio ou longo prazo.

Nesse, sentido, convém perguntar:

Estão nossas instituições escolares preparadas para receber grandes professores?

É uma pergunta a ser feita por qualquer instituição escolar seja ela ser pública, privada, de educação básica ou ensino superior.

Vemos muito sobre reformas na educação, e muito pouco sobre reformas na escola.

Vamos pensar sobre o assunto nesse início de ano.

Encaminhe seus comentários!

Postado por Michel Assali

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *