Apresentações Poderosas

 

Olá, gente…presentation 1

Independemtemente do setor ou instituição em que atuamos, podemos necessitar de momentos de comunicação para apresentação de ideias, projetos, treinamentos, etc.

Os recurso disponíveis para essas ações tem sido potencializadas pelas tecnologias da informação e comunicação, com uma diversidade de aplicativos. Poré saber utilizá-los requer um pouco de conhecimento de pedagogia e psicologia.

Existe uma infinidade de livros, site e blogs contendo dicas para uma apresentação de sucesso.

Seguem abaixo algumas sugestões a considerar ao se organizar uma apresentação a um determinado público.

Não são únicas nem exclusivas. Trata-se apenas de uma forma a contribuir com pessoas que lideram grupos e querem comunicar ou compartilhar saberes e conhecimentos.

Vamos a elas:

-Comece com uma citação

Você pode encontrar lotes de citações na Internet.

-Ninguém nunca reclamou de uma apresentação ser muito curta

Apresentações longas podem provocar perda de foco do público além de serem muito chatas e sonolentas. Diga o que você tem a dizer. Pare e cale a boca.

-Uma imagem vale mais que mil palavras

Use imagens para aumentar a retenção da mensagem e a memória de longo prazo.

-Envolver o público

Confúcio, uma vez disse:

“Diga-me e eu vou esquecer,

Mostre-me e eu vou lembrar,

Envolva-me e eu vou entender”.

-Faça a apresentação interativa, se puder.

Permita que o público participe

-Conte uma história.

As histórias são sempre bem recebidas pela plateia.

-Produzir uma estatística incomum

Acrescentar uma estatística a respeito do tema torna a apresentação curiosa e interessante.

Tire proveito das estatísticas.

-Viver com o medo

É comum aos apresentadores se sentirem muito nervosos antes de uma apresentação. Isso devido aos hormônios despejados na corrente sanguínea, provocando sensações desagradáveis e interessantes, conhecidas também por, “friozinho na barriga”. Aprender a utilizá-los e dominá-los exige muita prática. Portanto, muita calma e não desanime, pois após a apresentação e, quando tudo se dissipar no corpo, a sensação de bem estar vem em seguida.

-Limpe seus sapatos

Você vai estar em exibição. Seu público vai “scanear” sua figura literalmente da cabeça aos pés. Portanto, cuide do todo e das partes. Mantenha seus calçados bem limpinhos.

-Contato visual

Manter um bom contato visual com o público. Não manter contato com apenas um grupo da audiência. Espalhe sua atenção ao redor da sala.

-Evite jargões

Evite usar siglas, pois nem todos podem as conhecer.  Também evite frases e jargões clássicos do tipo “mudança de paradigma”, “pegando um gancho…” , “com certeza…” e outros vícios de linguagem como, “né…”, “aí…”, etc..

-Menos é mais

Reduza a sua apresentação aos conceitos simples e seu público deve ser capaz de segui-lo. Se você for muito além da compreensão das pessoas, haverá desinteresse e elas vão se desligar.

-Evite usar efeitos sonoros na apresentação

Pode parecer engraçado ter aplausos no final de um slide ou um som estridente de um novo ponto de bala, mas ele vai desligar a audiência.

-Não trave seus joelhos

Quando você chegar ao púlpito, desbloquear os joelhos e agir como se você está prestes a pegar uma bola. Ele vai relaxar e fazer tudo fluir muito mais suave.

-Confira o ambiente e a tecnologia antes de sua apresentação

Certifique-se o ambiente tem tudo o que você precisa e certifique-se a apresentação funciona na tela. Se possível, vá até o dia antes – ou pelo menos uma hora de antecedência. Isso irá evitar surpresas desagradáveis ​​sobre o grande dia.

-Use a regra dos “10, 20 e 30”

– 10- referência  ao número aproximado de telas (pode ser um pouco + ou um pouco -)

– 20- referência ao tempo médio  da apresentação;

– 30- referência ao tamanho da fonte a ser utilizada ( que todos possam ler)

-Fontes para letras

Arial e Comic sans, já serão suficientes. Evite o tipo Time New Romain

-Quantidade de palavras ou linhas por tela

Máximo 4 – suficiente para memorização.

 

Por enquanto estas são algumas das contribuições para realizar apresentações. Daremos continuidade à postagem assim que coletarmos mais sugestões.

Você tem alguma nova contribuição? Encaminhe!

Postado por Michel Assali (também no blog www.opnorte1.blogspot.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *