10 razões pelas quais os alunos não fazem perguntas durante a aula.

Olá, gente…Questão 2

 

É muito comum que ao final de uma aula, uma explanação ou exposição de um assunto, o professor ou palestrante abra um tempo para perguntas dos alunos ou participantes.

Boas perguntas são tão ou mais importantes que as respostas. Veja que toda e qualquer pesquisa tem início por uma pergunta. É a pergunta que mobiliza a ciência e, consequentemente, leva às descobertas, uma vez que a pergunta revela a necessidade da informação e conhecimento.

 

Boa parte dos educadores alega que o diálogo com a classe na condução para boas perguntas dos alunos contribui sensivelmente para a melhoria da qualidade do que é ensinado, além de instigar e desenvolver a habilidade de questionar.

 

Portanto, se você deseja inflamar a curiosidade, provocar o aluno para fazer perguntas é uma excelente estratégia com resultados comprovados, se conduzida de forma eficiente pelo professor.

 

Então por que é tão difícil fazer com que os alunos façam boas perguntas?

 

Este é um problema que desafia os professores desde o início da educação moderna. Todos tiveram a experiência de abrir um tempo para perguntas em classe e ouvir … silêncio.

E este não é apenas um problema limitado às salas de aula físicas, presenciais, pois ocorre também em situações de salas de aula virtuais, on e off line, onde o comportamento do aluno é praticamente o mesmo.

Como resultado, tem havido uma série de pesquisas e reflexões sobre esse tema, muito pertinente ao enriquecimento do trabalho pedagógico.

 

Segue abaixo, um pequeno resumo com 10 motivos mais comumente citados pelos professores para que o aluno não faça perguntas durante a aula.

 

1- Os alunos não entendem porque fazer perguntas é importante.

2- Os alunos precisam de ajuda para formular boas perguntas.

3- Boas perguntas não vêm à mente dos alunos enquanto estão na aula.

4- O aluno não tem curiosidade sobre o assunto e precisa de inspiração.

5- O aluno está tão perdido, eles não sabem por onde começar.

6- O aluno é um introvertido, ou tímido e evita se envolver naturalmente no diálogo.

7- Medo de fazer uma pergunta estúpida e sofrer bullyng.

8- Medo de parecer ridículo por uma pergunta não inteligente.

9- Medo de que sua pergunta estará “matando o tempo” da aula.

10- Não há tempo suficiente na aula para discutir questões abertas.

 

Tem mais alguma sugestão para darmos continuidade ao post?

Encaminhe para compartilhar.

 

Postado por Michel Assali

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *